Balaio Café

Um pouco de tudo com café

Categoria: Trabalhador

Receita Federal volta a adiar cronograma de envio de dados

Apesar de todos ouvirem falar sobre Imposto de Renda, poucos sabem o que significa o Imposto de Renda e porque devemos declará-lo. Confira essa explicação e saiba Quem Deve Declarar o Imposto de Renda 2019 é obrigatório para aquelas pessoas – físicas – que obtiveram uma renda tributável que foi superior ao da tabela do ano passado, que chegou a R$22.487,25. O valor do Imposto de Renda 2019 poderá sofrer correções.

A declaração do Imposto de Renda 2019 será realizada pela internet através da página oficial da Receitanet, no site da Receita Federal, onde inclusive pode-se fazer também Consulta sobre o Imposto de Renda 2019. Acesse: www.receita.fazenda.gov.br/pessoafisica/receitanet/default.htm.

Para evitar multa, é importante que os contribuintes façam uma consulta em relação à data final para a entrega do Imposto de Renda de 2019 – seja através do site da Receita Federal ou alguma unidade responsável em sua cidade. Lembrando que a entrega da declaração de Imposto de Renda 2019 só pode ser feita de forma online, através do site da Receita Federal para pagamento do Imposto de Renda 2019, em: www.receita.fazenda.gov.br.

O contribuinte deve fazer, assim, o download do Programa RECEITANET para que possa realizar os procedimentos de declaração. É importante lembrar que o seu computador deve ter o sistema Java instalado, para que a declaração possa ser feita.

O contribuinte pode fazer Consulta sobre a sua declaração de Imposto de Renda 2019 além de outros tipos de consulta relacionadas ao Imposto de Renda na página da receita federal dedicada ao Imposto de Renda, em:

Para você que é um cidadão brasileiro, com vínculo no do Instituto Nacional do Seguro Social, conhecido popularmente como INSS saiba que você deve preencher e enviar a sua declaração do Imposto de Renda 2019. Outra informação muito importante é que caso o imposto não seja pago, você está sujeito e ter o seu benefício suspenso, até a regularização do imposto. O INSS divulgou uma nota oficial na qual informa que até o dia 29 de março de 2019 o órgão enviará um informe contendo rendimentos e com todos os registros de pagamentos e também descontos que deverão ser informados na declaração do Imposto de Renda.

Extrato do INSS

Vale lembrar que a declaração só poderá ser feita com as devidas informações que serão enviadas pelo INSS o prazo para a declaração é até o final de abril de 2019, por isso, caso chegue o fim do prazo da declaração do IR 2019 e o documento ainda não tiver chego em sua residência é recomendável ir a uma agência do INSS, para solicitar a certidão do INSS para o Imposto de Renda 2019.

Lembrando que você não precisa se dirigir a uma agência do INSS, pois este documento contendo as informações citadas acima deverá chegar a sua residência no prazo estipulado que será até o dia 29 de março de 2019. A declaração do Imposto de renda deverá ser feita através do site oficial da Receita Federal.

Veja calendário de pagamento do Abono Salarial

Para quem trabalha no setor privado, o pagamento será feito com base na data de nascimento, recebendo antes quem possui conta na Caixa Econômica Federal. De acordo com a Caixa Econômica Federal, os inscritos no PIS que tiverem o Cartão do Cidadão com senha cadastrada também podem fazer o saque em lotéricas, caixas de autoatendimento e postos do Caixa Aqui.

Já os servidores públicos, podem sacar seu PIS pode no Banco do Brasil. O saque do PIS vai até 30/06/2019 e o valor do benefício é de R$ 724,00. Veja o Calendário de pagamento:

Nascidos em Recebem a partir de Recebem até
Julho 15 de julho de 2018 30 de junho de 2019
Agosto 22 de julho de 2018 30 de junho de 2019
Setembro 31 de julho de 2018 30 de junho de 2019
Outubro 14 de agosto de 2018 30 de junho de 2019
Novembro 21 de agosto de 2018 30 de junho de 2019
Dezembro 28 de agosto de 2018 30 de junho de 2019
Janeiro 16 de setembro de 2018 30 de junho de 2019
Fevereiro 23 de setembro de 2018 30 de junho de 2019
Março 30 de setembro de 2018 30 de junho de 2019
Abril 14 de outubro de 2018 30 de junho de 2019
Maio 21 de outubro de 2018 30 de junho de 2019
Junho 31 de outubro de 2018 30 de junho de 2019

 

Cronograma para saque do abono salarial nas agências do Banco do Brasil

Final da inscrição no Pasep Recebem a partir de Recebem até
0 e 1 15 de julho de 2018 30 de junho de 2019
2 e 3 14 de agosto de 2018 30 de junho de 2019
4 e 5 16 de setembro de 2018 30 de junho de 2019
6 e 7 14 de outubro de 2018 30 de junho de 2019
8 e 9 14 de outubro de 2018 30 de junho de 2019

Condutor com licenciamento atrasado é abordado em blitz e pode ter diversos problemas

A Secretaria de Estado da Fazenda do Pará divulgará nos próximos dias informações sobre pagamentos, descontos e valores do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, o IPVA Pará 2019.

Os contribuintes proprietários de veículos emplacados no Estado poderão conferir abaixo como pagar o imposto, como calcular, obter descontos e demais informações do IPVA 2019.

O IPVA incidente sobre veículo automotor rodoviário. Os valores a serem pagos pelos proprietários são calculados se levando em conta os valores venais do veículo e também a sua alíquota correspondente.

O valor venal de um veículo nada mais é do que o seu valor de mercado. No Estado do Pará é utilizado o valor aferido pela Tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, a Tabela FIPE.

Entre todos os impostos veiculares, o Licenciamento 2019 SP é muito importante para que o seu veículo esteja em dia e você possa circular com o mesmo pelas rodovias dentro das leis de trânsito.

Já a alíquota irá variar de acordo com a categoria do veículo, sendo de 2,5% para veículos e de 1% para ônibus, micro-ônibus, tratores e motocicletas e caminhões.

Pagamentos, Vencimentos e Descontos de Impostos

O IPVA Pará 2019 poderá ser pago de três formas: antecipação de forma integral, com desconto, parcelamento em três ou duas vezes, sem desconto, ou pagamento integral junto com o licenciamento do veículo, também sem desconto.

Terão direito a desconto os proprietários de veículos que quitarem o IPVA 2019 até a data limite para o pagamento da primeira parcela da antecipação do imposto.

O desconto será de 15% se o contribuinte não tiver multas de trânsito nos últimos dois anos. Nos casos em que o contribuinte não tiver multas de trânsito no ano anterior o desconto será de 10%. Para as demais situações o desconto será de 5%.

O recolhimento do IPVA Pará 2019 pode ser feito utilizando o Documento de Arrecadação Estadual, DAE.

A partir de janeiro a Secretaria Fazenda vai disponibilizar no Portal de Serviços () as informações necessárias para a impressão do DAE, para o recolhimento da cota única ou em parcelas.

Do total de IPVA arrecadado, 50% ficam para o Estado e 50% são destinados ao município onde o veículo é licenciado.

A frota tributável do Pará é de aproximadamente um milhão e trezentos mil veículos.

Seguro desemprego terá liberação automática em 2018

É sempre importante ter o auxílio da tecnologia para tornar os processos mais rápidos e eficazes, já que vivemos com presa, em qualquer tipo de situação e ter a tecnologia ao nosso lado torna as ações mais fáceis de serem realizadas.

Fila de Emprego

Fila de Emprego

Por isso, a partir de 2018, o seguro desemprego terá uma liberação automática, com um sistema de cadastramento todo digital, tendo dois claros benefícios. O primeiro para o Governo, que economiza muito na mão de obra, ao tornar esse processo digital e o segundo para o próprio cidadão, que vai passar a ter essa renda de forma mais rápida e direta.

Como funciona essa liberação automática

Para agilizar todo esse processo do seguro desemprego 2018, o qual, poderia demorar semanas para sair uma decisão, o governo resolveu mudar o sistema. A partir de 2018, a própria empresa irá mandar para o Governo Federal que demitiu o seu trabalhador e também os dados dessa pessoa.

Assim, o Governo irá analisar esses dados e também todo o processo de como aconteceu, para decidir se esse trabalhador tem direito a receber esse auxilio. Isso é importante, já que uma pessoa demitida não tem muito tempo para ficar sem receber uma ajuda financeira e todo o dinheiro é muito bem-vindo.

Com esse novo método, o Governo estimula que em apenas 4 dias depois que a pessoa for demitida, ela já terá uma resposta e o seu seguro desemprego pago, para as pessoas que estão habilitadas a receber essa ajuda.

Com isso, não será preciso perder horas na fila do Poupatempo e nem juntar muitos documentos para dar entrada a esse pedido, tudo será feito pela própria empresa e você apenas será notificado sobre esse benefício.

Atualmente, além da questão do Poupatempo, o trabalhador também perde muito tempo para agendar o seguro desemprego Ministério de Trabalho e Emprego e ter a chance de demostrar ao Governo que ele está apto a receber esse benefício, o que pode demorar até dois meses ao todo.

Combate de fraudes

O Governo Federal, por meio do Ministro de Trabalho, Ronaldo Nogueira, também fala que esse novo método vai evitar uma série de fraudes no seguro desemprego que vinha acontecendo nos últimos meses, poupando até 130 milhões de reais dos cofres do Governo sem essas fraudes.

Além disso, esse combate às fraudes vai permitir com que um número muito maior de pessoas possa ter acesso a esse sistema de Seguro Desemprego, fazendo com que o desemprego que assola o país, com mais de 13 milhões de pessoas desempregadas, possa ser amenizado de alguma forma, com essa bolsa e a garantia de 800 reais ao mês, pelo período de três meses.

Apenas no ano de 2017, mais de sete milhões de pessoas receberam o benefício por até cinco meses, mostrando a importância que esse programa tem dentro da sociedade e também em um tempo de crise como esse que o país atravessa nesse ano.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén